Home

935.   A Missão Lunar Chinesa Chang'e 3 e Yutu II


Agência Espacial Chinesa Libera Para o Público Imagens Obtidas Pelo Seu Explorador Lunar


  Pela primeira vez, a agência espacial chinesa tornou acessível ao público sua biblioteca de imagens de alta resolução.

  Centenas de imagens liberadas esta semana mostram a incrivelmente monótona, ainda que espetacular, superfície lunar em detalhe e são algumas das melhores fotos da Lua disponíveis.

  A Administração Espacial Nacional da China (CNSA) levantou o véu de segredo governamental para exibir a riqueza de imagens e vídeo-clips obtidos pelo módulo de pouso lunar Chang’g 3 e o explorador Yutu.

  O Chang’e tocou a superfície em dezembro de 2013, e foi a primeira nave a realizar um pouso suave na Lua em quase 40 anos.

  Juntamente com o seu explorador Yutu “Coelho de Jade” ele acumulou uma riqueza de informações, apesar do explorador ter enguiçado depois de algumas semanas na superfície.

  O conjunto de imagens mostra o fino pó lunar, que torna a operação na superfície tão difícil. O fino pó de pedra alcança todos os lugares e pode entupir instrumentos, podendo mesmo ficar carregado com milhares de volts de eletricidade estática.

  Uma liberação deste volume de imagens e dados é incomum para a agência, ao contrário de suas correspondentes européia, americana e mesmo japonesa, que regularmente liberam dados.

  Enquanto o site da CNSA é difícil de navegar – sem mencionar que é inteiramente em chinês – a Sociedade Planetária Americana repostou as imagens do Yutu e Chang’e em formatos acessíveis.

Escrevendo em seu blog para a Sociedade Planetária, Emily Lakdawalla disse : “Até agora, a central de dados contém 797 observações únicas da TCAM (câmera de terreno do módulo de pouso Chang’e 3), e 578 da PCAM (câmera panorâmica do explorador Yutu).”

  “Para ambas as câmeras, tanto as primeiras como as últimas imagens captadas não estão ainda em arquivo público.”

  “Em particular, o mosaico inicial de 6 quadros do módulo de pouso obtido pela PCAM não está na base de dados, e as imagens finais da Terra captadas pela TCAM também não estão.”

  “Então há mais boas surpresas para esperar.”

Comentários da Dra. Lakdawalla :

  “These are not the only two image data sets available, but they were all I was able to download last week, and the website has not worked at all for me this week; you need to log in to download data, and the login function is not working. But I'll keep trying. The next one I'm going to try to grab is the descent camera data set. There are also ultraviolet telescope data. As far as I can tell, there are no engineering camera data available, unfortunately, so there is not much in the way of animateable imagery just yet.

  I know from publications by the Chang'e 3 team (like this one, which is a gzipped PDF file) that neither of these two data sets is complete. Both were first used the day after landing, with the first TCAM image at 11:01:38 and the first PCAM image at 12:44:50 UT on December 15, 2013. From then to March 17, 2014, PCAM obtained a total of 780 photos, operating over a total of four lunar days. TCAM, on the other hand, failed over the first lunar night; I don't know how many photos it took, in total.

  So far, the data center contains 797 unique observations from TCAM, and 578 for PCAM. For both cameras, both the earliest and the last image data are not yet in the public archive. In particular, the initial PCAM 6-frame mosaic of the lander is not in the database, and the final TCAM images of Earth are also not in the database. So there are more goodies to look forward to.

  Some facts about the cameras: the two camera systems are very similar. TCAM consists of a single camera, while PCAM is a stereo pair separated by 27.0 centimeters. They both have CMOS detectors, 2352 by 1728 pixels in size, with Bayer filter arrays for color. The PCAM field of view is 19.7 by 14.5 degrees. The PCAMs were sometimes used in a "panchromatic" mode, in which the images were downsampled by a factor of 2 before download, which also removes color information. Most of the observations are available as both grayscale versions (which haven't been demosaiced to turn them into color), and as color versions. The color in the PCAM images is fairly consistent, but I get weird results with some of the TCAM images.

  I'm looking forward to seeing what other folks produce with these data sets. In particular, there is a lot of fun to be had with the stereo capability of the rover PCAM, which I didn't begin to play with.”



  O “Coelho de Jade” ainda está por lá, apesar de incapaz de se mover e fechar seus painéis solares para prover isolamento térmico – deixando-o exposto às implacáveis noites frias lunares.

  A CNSA está planejando uma missão em continuação, Chang’e 4, que objetiva colocar um módulo de pouso no lado oculto da Lua.

  Se bem sucedida, a missão poderia levar eventualmente à instalação de um radiotelescópio na Lua para uso pelos astrônomos.

  Os planos foram revelados em setembro pelo departamento de exploração lunar da Academia Chinesa de Ciências (CAS), que divulgou os planos para a emissora estatal CCTV.

  Um porta-voz da CAS explicou que o lado mais distante da Lua tem um ambiente eletromagnético limpo, tornando-o um local ideal para instrumentos sensíveis e rádio de baixa freqüência para comunicações de longa distância.

Fonte : Daily Mail, 01/02/2016

Autor : Ryan O'Hare



O Chang’e 3 fotografado pela câmera do Yutu

O Yutu se afasta do módulo de pouso Chang’e 3

O Chang’e 3 fotografa os rastros rasos deixados pelo Yutu no fino solo lunar

As imagens mostram que a superfície lunar está longe de ser lisa, mas ao contrário, é coberta por seixos, rochas e pedregulhos

Junto com os seixos há pedregulhos maiores, cobertos pela mesma poeira rochosa que cobre a superfície lunar

Algumas das formações rochosas na superfície são muito maiores. O Yutu fotografou algumas delas em detalhes fascinantes

<p align="center"> <font face="tahoma" size=4> <a href="Menu_alternativo.htm" target="_top"> <font color="ff0000">Voltar para o Menu Alternativo</font> </a> </font> </p>