Home

967.   NASA Desenvolve Proteção Hi-Tech Tipo “Cota de Malha”


  A NASA espera ressuscitar a idéia da cota de malha – mas dando a ela uma modificação muito moderna.

  A agência espacial está desenvolvendo um tecido hi-tech que ela espera usar para cobrir a próxima geração de espaçonaves para protegê-las.

  A “cota de malha” é um trançado metálico que pode facilmente mudar de forma – muito parecido com uma armadura tipo cota de malha.

  “Nós a chamamos ‘impressão 4D’ porque podemos imprimir a geometria e a função destes materiais”, disse Raul Polit Casillas, o filho de um desenhista de moda espanhol, que está chefiando o projeto.

  “Se a manufatura no século XX foi orientada pela produção em massa, essa é a produção em massa de funções”.

  O tecido pode potencialmente ser usado em grandes antenas e outros equipamentos levados ao espaço, porque o material é dobrável e sua forma pode mudar rapidamente, espera a NASA.

  O tecido pode também ser usado para blindar uma espaçonave contra meteoritos, em trajes espaciais, ou para recolher objetos na superfície de outro planeta.

  Um uso potencial pode ser em uma lua gelada como a Europa de Júpiter, onde esses tecidos poderiam isolar a espaçonave, disse a NASA.

  O material flexível pode também se amoldar sobre terreno irregular, criando “pés” que não derreteriam o gelo sob eles.

  Os protótipos foram feitos com impressão 3D, reduzindo o custo e aumentando a capacidade de criar materiais únicos.

  Andrew Shapiro-Scharlotta do JPL, cujo departamento financia a pesquisa de novas tecnologias como o tecido espacial, disse que adicionando múltiplas funções a um material em diferentes estágios de desenvolvimento pode tornar todo o processo mais barato.

  “Estamos apenas arranhando a superfície do que é possível”, disse ele.

  “O uso de formas orgânicas e nâo-lineares sem custos adicionais de fabricação levará a projetos mecânicos mais eficientes.”

  O tecido espacial tem quatro funções essenciais: refletividade, manejo passivo do calor, maleabilidade e resistência à tração.

  Um lado do tecido reflete a luz, enquanto o outro absorve, atuando como um meio de controle térmico.

  Ele pode ser dobrado de diferentes maneiras e se adaptar a formas enquanto mantém a sua capacidade de suportar forças de puxamento (tração).

  A equipe do JPL não somente quer testar estes tecidos no espaço algum dia, eles querem ser capazes de fabricá-los no espaço, também.

  O casco das espaçonaves pode ter diferentes funções nos seus lados externo e interno, tornando-se mais do que uma simples estrutura.

  “Posso programar novas funções no material que estou imprimindo”, disse Polit Casillas.

  “Isto também reduz a quantidade de tempo gasto na integração e teste. Você pode imprimir, testar e destruir o material quantas vezes quiser.”

Fonte : Daily Mail, 25/04/2017

Autor : Mark Prigg



A agência espacial está desenvolvendo um tecido hi-tech que ela espera usar para cobrir a próxima geração de espaçonaves para protegê-las, e que poderia mesmo ser usado em trajes espaciais



Veja também:

Tecido Metálico Promete Virar Moda Espacial (Inovação Tecnológica, 25/04/2017)

<p align="center"> <font face="tahoma" size=4> <a href="Menu_alternativo.htm" target="_top"> <font color="ff0000">Voltar para o Menu Alternativo</font> </a> </font> </p>