Como saber se é intuição ou paranoia

Intuição e paranóia são dois termos entre os quais uma diferença importante pode ser vista, embora ambos compartilhem certos atributos comuns. Intuição é a capacidade de compreender ou saber algo sem raciocínio consciente, enquanto a paranóia se refere a medos exagerados ou desconfiança injustificada dos outros. A intuição funciona como um guia na vida, ao contrário da paranóia, que pode ser destrutiva.

O que é intuição

O Oxford English Dictionary definiu intuição como a habilidade de compreender ou saber algo sem raciocínio consciente. A intuição não é algo novo para nós. Na verdade, a intuição se refere a essa voz interior que nos guia ou nos direciona para uma direção específica. Na conversa diária, chamamos isso de intuição. Você já se deparou com uma situação em que sentiu que algo não estava certo, ou ouviu alguém falar e sentiu que ele estava mentindo sem nenhum motivo lógico? Isso é intuição. A intuição é uma forma de saber algo sem nenhuma lógica ou razão. Às vezes, tendemos a levar em consideração esse sentimento, mas, em outras ocasiões, costumamos descartá-lo como um disparate.

Os psicólogos destacam que a intuição desempenha um papel fundamental na tomada de decisões porque reduz a distância entre a razão e o instinto. Alguns até destacam que a intuição traz nossos pensamentos inconscientes para o primeiro plano. Um dos elementos-chave a lembrar é que a intuição ou o pressentimento nos dão uma vantagem ou uma forma de confiança que não pode ser adquirida por meio do raciocínio lógico. É por isso que algumas pessoas dizem que ‘parece certo’.

O que é paranóia

Paranóia refere-se a medos exagerados ou desconfiança injustificada dos outros. Isso é algo que todos nós experimentamos em algum momento ou outro da vida. Semelhante ao nosso pressentimento, a paranóia também não tem nenhuma evidência de apoio. Mas a principal diferença é que a paranóia é principalmente destrutiva. Quando uma pessoa é paranóica, ela cria suas próprias justificativas e crenças e não pode ser convencida da verdade. Mais uma vez, isso marca uma diferença clara entre paranóia e intuição. A intuição não leva à construção de um conjunto de crenças e pensamentos irracionais; pelo contrário, apenas nos dá uma sensação intensificada de consciência ou advertência e desaparece.

Na psicologia, a paranóia pode ser entendida como uma condição mental em que uma pessoa tem delírios de perseguição e grandeza. Essa pessoa pode sofrer de uma sensação de traição, raiva e até medo. Isso pode ser causado devido a disfunções mentais e emocionais. Uma pessoa pode ser paranóica sobre sua vida pessoal, relacionamento ou mesmo sobre vários eventos.

Qual é a diferença entre Intuição e Paranóia

Intuição: a intuição é a capacidade de compreender ou saber algo sem raciocínio consciente.

Paranóia: Paranóia refere-se a medos exagerados ou desconfiança injustificada dos outros.

Características da intuição e da paranóia

Natureza:

  • Intuição: a intuição atua como um guia.
  • Paranóia: a paranóia leva a medos irracionais e pode ser destrutiva.

Base racional:

  • Intuição: a intuição não tem base racional.
  • Paranóia: a paranóia não tem base racional.

Percepção:

  • Intuição: na intuição, o indivíduo não cria sua própria percepção.
  • Paranóia: a paranóia leva à criação de uma percepção que se baseia em medos exagerados que impedem a pessoa de ver a verdade.

Condição médica:

  • Intuição: intuição é algo que todos nós temos e não é uma condição médica.
  • Paranóia: paranóia é algo que todos nós podemos experimentar, mas pode se tornar uma condição mental na qual a pessoa tem delírios de perseguição e grandeza.

Paranóia não é baseada em fatos

A paranóia é uma suspeita irracional dos outros e de suas ações. Você pode se sentir convencido de que alguém pretende prejudicá-lo, embora não tenha nenhuma razão para desconfiar dessa pessoa e nenhuma evidência para sustentar suas dúvidas.

Esses sentimentos costumam se manifestar em diferentes situações em sua vida. Em outras palavras, você provavelmente não suspeitará de apenas uma pessoa.

Você pode não reconhecer imediatamente o que alimentou sua intuição, mas o tempo e a consideração podem levar a um insight mais profundo, até mesmo a uma prova – exatamente como a prova que você encontrou nas mensagens de seu namorado.

Para explorar o sentimento, tente se perguntar coisas como: “O que especificamente me incomoda nesta pessoa ou situação?” ou “Já aconteceu algo assim antes?”

Existem áreas cinzentas, é claro. Se você é uma pessoa ansiosa, pode interpretar a intuição como paranóia. Se você estiver em uma emergência, pode achar difícil diferenciar entre os dois. Talvez a maneira de aprimorar suas habilidades seja verificar calmamente nossos sentimentos. Pergunte a si mesmo: o que estou sentindo? Uma sensação incompleta e incômoda de compreensão (OU) de pânico que está enviando minha imaginação à loucura? Dependendo da sua resposta, espero que você possa decidir se está sendo guiado pela intuição ou paranóia – e tomar uma decisão mais informada